Estudo de Caso: RTVe

AD-Digital fornece soluções para TV Educativa do Paraná

Empresa implementará soluções para a digitalização da RTVE

A RTVE, também chamada de E-Paraná, é um projeto de televisão pública educativa para o Paraná que nasceu em 2012 e será finalizado em 2016. Segundo Sergio Kobayashi, presidente da RTVE, o novo canal também estará disponível através de sinal via satélite para os cerca de 14 milhões de brasileiros com antenas parabólicas em todo o Brasil.

O ambiente da RTVE inclui atualmente a infraestrutura dos estúdios, câmeras, armazenamento, e pós-produção que operam hoje de forma analógica, em resolução SD.

As soluções e serviços adquiridos por meio da AD-Digital, vencedora da concorrência pública, em fase de implementação, contemplam um ambiente completo de produção e pós produção tapeless em HDTV.

Isso também inclui ferramentas de Media Asset Management (MAM) para agregação de metadados, gerenciamento, consulta do conteúdo (Assets), com ambiente de edição em baixa resolução integrados ao sistema de armazenamento online, nearline e archiving em tape library LTO e sistemas ingest e playout automatizados. Para compor o projeto Tapeless foram integrados ainda soluções de transcodificação e transferência de arquivos.

Dentre as principais empresas que forneceram soluções para o projeto estão a Grass Valley, a Cisco, Quantum, Tektronix e Telestream.

O ambiente também permite a expansão futura em multiplataformas, como integração com redes sociais e VOD, por exemplo.

O contrato com a AD Digital prevê também análise das condições do ambiente de produção, desenho dos fluxos de trabalho, instalação e ajustes dos processos de gestão de conteúdo digital e Integração das ferramentas de MAM com os sistemas de edição e pós-produção.

A implantação do projeto também contempla o sistema digital em alta definição na sede da RTVE. Assim, a AD-Digital fornecerá e instalará os equipamentos, fará testes, ajustes e treinamentos, além do suporte técnico por no minimo 2 anos.

A previsão de transmissão de conteúdo digital está programada para o primeiro semestre de 2016, dois anos antes do prazo da Anatel.