Estudo de Caso: TCU

AD-DIGITAL implanta tecnologia de áudio e vídeo de última geração no Tribunal de Contas da União – TCU

TCU investe em tecnologia para geração, produção e transmissão de conteúdos em vídeo

A necessidade:

O TCU – Tribunal de Contas da União já trabalhava antes com recursos de áudio e vídeo profissional desde 2008, com suporte para as sessões dos colegiados (Plenário e Câmaras), Eventos (palestras, congressos, conferências internacionais), Comunicação (Programa #EuFiscalizo na TV Câmara e TV Senado) e Educação Corporativa, porém com o avanço de novas tecnologias em HD e a massificação das redes sociais, surgiu a necessidade de aperfeiçoar a prestação de serviços com transparência, agilidade e qualidade para a sociedade.

O Tribunal precisava de qualidade em áudio e vídeo, uma integração fluida com o sistema já instalado e uma forma de fazer transmissão ao vivo, tanto localmente quanto através da internet. Tudo isso abriu espaço para que a AD-Digital, contratada ao vencer um pregão eletrônico, pudesse contribuir com mais de duas décadas de experiência em soluções e serviços neste segmento.

A solução:

O projeto teve como objeto o fornecimento de equipamentos de uma ponta a outra, em regime turn-key, de última geração em áudio e vídeo ao Tribunal para o Plenário, Auditório, Sala de Conferências, Sala de Supervisão, Sala de Editores, Estúdio e um Sistema Móvel.

Com todo o aparato pronto e com tecnologia de ponta, o TCU está operando com transmissões na rede interna para as sessões que ocorrem semanalmente, às terças e quartas-feiras. Além das transmissões ao vivo, os arquivos gravados ficam disponíveis a qualquer interessado, por meio do portal do próprio Tribunal. O projeto contempla ainda o funcionamento de cada ambiente de forma independente ou integrada aos demais, ou seja, através de controles e matrizes independentes, é possível realizar e gravar eventos ao mesmo tempo em todos os locais.

Todos os sistemas previamente instalados foram analisados durante a instalação. “Estudamos detalhadamente os diversos ambientes e objetivos do TCU, buscando sempre que possível a padronização e soluções que minimizassem custos futuros de manutenção com sistemas contingentes”, explica Daniela Souza, Diretora Executiva e fundadora da AD-Digital.

O Plenário, o Auditório Ministro Pereira Lira, a sala de conferências e o Salão Nobre, todos agora contam com tecnologia integrada para gravação e transmissão.

Foi equipada também a sala destinada à equipe de supervisão dos serviços de áudio e vídeo é o local onde é possível monitorar e gravar todos os eventos que ocorram no Tribunal, ainda que aconteçam simultaneamente. Uma adição à estrutura do Tribunal foi a Sala dos Editores, onde todo material audiovisual é pós-produzido no próprio Tribunal.

Além disso, o projeto envolve ainda infraestrutura completa de um estúdio de áudio, ambiente propício para a gravação do programa do Tribunal no noticiário radiofônico público “A Voz do Brasil”, e conta também com um Sistema Móvel, um conjunto de equipamentos de fácil montagem que é capaz de atender às necessidades audiovisuais de ambientes que não possuam instalação permanente.

Os benefícios:

A implantação teve inicio no fim de 2013 e foi concluída em 2014. Há cerca de um ano todo o sistema está operando plenamente. O sistema foi usado, inclusive, na sessão de apreciação das contas do Governo da República do exercício 2014, ocasião na qual o TCU registrou mais de vinte mil acessos simultâneos no streaming ao vivo, por meio do Youtube, que também foi replicado em diversos portais de notícias.

As transmissões através de sistema de streaming online permitem a distribuição de até dois canais simultâneos para atendimento adequado à demanda do Tribunal. Para o caso de mais de dois eventos simultâneos, os interessados podem acessar os vídeos gravados no portal do TCU. As gravações são executadas já em arquivo digitalizado de modo que em uma próxima etapa possam ser catalogados afim de criar uma biblioteca de vídeo digital.

Todo o projeto foi concebido para permitir a plena integração entre dois Plenários, dois Auditórios, uma Sala de Conferência e a Central Técnica. Assim, é possível projetar em um ambiente um evento que ocorre em qualquer outro. “Isso é muito usado em congressos técnicos que contam com mais participantes do que a capacidade máxima do maior ambiente – nesse caso, parte dos interessados ocupa um outro espaço no prédio, e acompanha o evento ao vivo em full HD”, ressalta Coimbra. Além disso, a central técnica transmite os sinais gerados, em quaisquer dos ambientes, para todo o complexo-sede do TCU em Brasília e para os escritórios regionais nas 26 capitais estaduais.

Com todas estas demandas atendidas, o vídeo será uma via de mão dupla para o TCU. “Estamos preparados como organização para prestar contas a sociedade tendo como estímulo o vídeo e ainda, na outra ponta, receber denúncias, sugestões e críticas por meio desta ferramenta”, conclui Coimbra.